Truly, Madly, Deeply Capítulo 69 - Segunda Desconfortável


"Alguns dias eu me sinto destruída por dentro, mas eu não vou admitir. Às vezes eu apenas quero esconder porque é de você que sinto falta e é tão difícil dizer adeus, quando se trata disso" Hurt, Christina Aguilera.
Segunda-feira. Muitos odeiam segunda, Angel se diferenciava por isso, para ela segunda era um dia normal, chegava até a gostar das segundas, mas para ela esta seria uma segunda desconfortável. Ela não estava se sentindo bem, sentia tonturas e vomitava quase tudo o que comia. Ela iria ao médico assim que voltasse da escola, não estava se sentindo disposta. Com tudo acontecendo, ela poderia simplesmente estar doente, as variações climáticas estavam deixando-a maluca. Talvez seja apenas uma gripe ou sei lá, pensou Angel.
Assim que terminou de arrumar-se, Angel desceu pronta, ela iria tomar café na cafeteria perto à escola. Pegou a sua mochila, trancou a casa e saiu caminhando. Pegou o primeiro ônibus que passou, ela pensava em Niall enquanto olhava a paisagem pela janela do ônibus. Ela queria abraça-lo, beija-lo, sentir seu calor, mas daqui a diante teria de esquecê-lo, era difícil, mas era o certo.
Em poucos minutos, Angel já estava na cafeteria, pediu o de sempre: café expresso com dois muffins, sentou-se e esperou o pedido. Assim que ficou pronto, Angel pagou e começou a tomar o café a caminho da escola que não estava longe dali.
Grace: O que a senhorita faz andando por aqui? – apareceu do nada causando arrepios na moça de cabelos castanhos
Angel: Que susto Grace! – voltou a tomar o seu café
Grace: O que aconteceu? Não toma mais café em casa?
Angel: Meus pais viajaram para Liverpool e eu não tenho tempo para fazer café
Grace: Seus pais viajaram de novo?
Eu: Pois é, eu ia, mas eles tem bastante trabalho, talvez seja melhor assim, é bom ficar sozinha, assim eu posso pensar em paz
Grace: Pensar no Niall…?
Angel: Não enche tá!
Grace: Tudo bem – fez sinal de rendição
Angel: O que vai fazer depois da escola? – mudou de assunto
Grace: Estudar, por que? – ajeitou a mochila nos ombros
Angel: Poderia me dar uma carona?
Grace: Claro, para onde?
Angel: Hospital – Grace encarou-a confusa
Grace: Hospital? Esta tudo bem? Alguém morreu? – perguntou assustada
Angel: Ninguém morreu – gargalhou
Grace: Então o que você vai fazer no hospital?
Angel: Ver o doutor, eu não estou me sentindo muito bem, acho que peguei alguma verme, sei lá…
Grace: Verme? Você nem sai de casa
Angel: Verme, gripe, dengue, eu não sei!
Grace: Calma, eu vou te ajudar, me diz os sintomas
Angel: Quando se formou em medicina? Onde esta o seu diploma? – sorriu
Grace: Muito engraçado – revirou os olhos
Angel: Ontem eu comi um Ratatoullie, acho que ele é o culpado
Grace: Ratatoullie? Onde você achou isso?
Angel: Minha vizinha é francesa e minha mãe havia pedido a ela que preparasse algo saudável para eu almoçar, e ela fez um Ratatoullie
Grace: Eu nem sabia que isso existia de verdade, achava que apenas no filme
Angel: Grace você nunca viu um livro de receitas?
Grace: Pra quê vou ver isso se sou um desastre na cozinha? – Angel gargalhou
Angel: Isso é verdade – sorriu
Grace: Então, qual a sua primeira aula?
Angel: História – revirou os olhos
Grace: Educação Física
Angel: Educação Física logo no primeiro horário? – bebericou o café
Grace: Eu não estou pronta mentalmente para o bando de líderes de torcida – respirou fundo com os olhos fechados
Angel: Não ligue para elas… – bebeu um pouco do café – Pensei que fossem suas amigas
Grace: Jamais!
Angel: Do jeito que você é… – sorriu bebendo seu café e Grace deu uma risada irônica
Grace: Vamos entrar – empurrou a amiga que quase derramou o seu café
Angel: Você ia derramando o meu café! – disse analisando a blusa
Grace: Vamos logo Angel – puxou a garota novamente
As duas entraram na escola, assim que o sinal soou por todo o prédio, Angel correu para a sua sala, Grace fez a mesma coisa, as duas se despediram e foram para suas salas.

Angel teve vontade de chorar assim que entrou na sala, vendo Niall de cabeça baixa com um capuz, ganhar um apartamento foi ótimo, infelizmente ficar sozinho lhe deu a chance de pensar bastante na sua vida e ele acabou ficando um pouco triste pelas suas decisões. Angel ficou parada observando-o por alguns segundos antes do professor chegar na sala. Ela sentou-se em uma cadeira perto de Niall, respirou fundo e tentou se concentrar. Às vezes ela virava para observar Niall, eles se entreolhavam e voltavam a atenção ao professor.
Niall: Angel, me desculpe – sussurrava
Angel: Niall, me deixe em paz, por favor – disse com uma voz doce e baixa, que fez o coração de Horan apertar
Niall: Eu irei me livrar disto e quando esse pesadelo acabar, eu estarei esperando o seu perdão – Angel fechou os olhos ao perceber a lágrima formando-se
Angel piscou algumas vezes, respirou fundo e sacudiu a cabeça algumas vezes para tentar concentrar-se na aula e esquecer Niall. Minutos depois o professor passou algumas atividades, Angel pegou o seu material rapidamente e começou a fazê-lá. Niall observava-a de vez em quando.
Angel sentiu uma coisa estranha, ela parou de fazer a tarefa e ficou encarando o nada esperando a sensação passar, mas ela só aumentou. A sua mão foi rapidamente até a sua boca, ela estava com vontade de vômitar. Angel levantou a mão e disse:
Angel: Professor eu... – Angel não terminou a frase, apenas saiu imediatamente da sala e correu até o banheiro feminino.
Niall ficou preocupado, contudo saiu correndo atrás de Angel sem ligar para os alertas do professor, Niall entrou no banheiro feminino sem se importar. Ele abriu uma das cabines e achou Angel colocando seu café da manhã para fora.
Angel: Niall saiu daqui! – fechou a porta da cabine, mas Niall continuou ali, parado esperando-a.
Depois de alguns segundos Niall pôde ouvir o barulho da descarga do sanitário, ele abriu a porta rapidamente e encontrou Angel de joelhos encarando o chão.
Niall: Angel, o que aconteceu? – ajudou a garota a levantar, mas ela se sentia muito fraca e acabou caindo sobre os braços de Niall – Angel? – segurou seu rosto
Angel: Niall, me leva pra casa? – disse tentando ficar em pé
Niall: O que aconteceu Angel? Você esta bem? – balançava o rosto de Angel tentando manter seus olhos abertos.
Angel: Niall, me tira daqui – disse com dificuldade e desmaiou.
Niall ficou desesperado, não sabia o que havia acontecido com Angel. Ele gritava seu nome, mas não recebia respostas, Niall carregou Angel até a saída da escola, as pessoas presenciavam aquilo com uma expressão confusa.
Grace: Niall, o que aconteceu?! – praticamente gritou quando viu a sua amiga desmaiada nos braços de Niall.
Niall: Eu não sei, ela desmaiou…Liga pro hospital – caminhou até o carro que seus pais haviam emprestado sendo seguido por Grace.
Sra. Harris: O que aconteceu com a Angelina? – indagou ao ver a cena.
Niall: Sra. Harris, eu e a Grace iremos levar a Angel para o hospital, ela não esta muito bem – disse entregando a chave do carro para Grace que estava no celular.
Sra. Harris: Precisam de ajuda?
Grace: Não, só precisamos de permissão – abriu a porta do carro para Niall deitar Angel no banco de trás.
Sra. Harris: Claro que podem ir!…Irei ligar para os pais dela – apressou-se.
Grace: Eles viajaram para Liverpool
Sra. Harris: O que eu faço? – disse preocupada.
Niall: Deixe conosco!
Sra. Harris: Tenho receio de deixar uma jovem desmaiada com duas crianças.
Grace: Somos maiores de idade, temos dezoito anos!
Niall: Vai ficar tudo bem, vamos leva-la para o hospital – com isso entrou no carro, Grace logo em seguida ainda tentando ligar para o hospital.
Grace: Essa merda não 'tá funcionando! – bateu no celular.
Niall: Continua tentando…Cadê o seu – deu partida no carro em direção ao hospital.
Grace: Na minha bolsa – repetiu a ligação – Vai me contar o que aconteceu com ela?
Niall: Ela foi vomitar e eu fui atrás dela e depois ela desmaiou
Grace: Ela me disse que não estava se senti do bem.
Niall: Se não estava por que você deixou ela ficar? – disse com raiva
Grace: Eu não sabia que era tão grave assim! – respondeu exaltada.
Niall: O que ela falou pra você?
Grace: Disse que comeu um Ratatoullie – desligou o celular.
Niall: A Angel 'tava drogada? Isso não existe
Grace: Claro que não e…Claro que existe.
Niall: Ela só falou que comeu um Ratatoullie?
Grace: Ela disse que acha que pegou alguma doença – Niall ficou pensativo em relação ao que podia ter acontecido com Angel, ele estava preocupado.
Em poucos minutos Grace, Niall e Angel chegaram ao hospital. Niall tirou Angel desmaiada do banco de trás e entregou-lhe aos doutores que iriam investigar o motivo do desmaio e checar seus sinais vitais. Grace voltou para casa de Angel, eles precisavam de um identificação. Niall na sala de espera enquanto pedia para Deus que tudo ficasse bem.
Grace era rápida no volante, mesmo com todos os pontos em sua carteira, ela não esta se importando e levar mais alguns pela sua amiga. Grace saiu do carro correndo até a porta, ela sabia onde Jessie escondia a chave para Zayn – sobre um pedaço de grama falso – e de lá tirou a chave, saiu correndo pelas escadas até finalmente chegar ao quarto de Angel. Ela achou sua bolsa em cima da cama, a bolsa que ela raramente usava. Grace pegou a carteira e guardou no bolso, quando ia deixando o quarto ela avistou uma caixa meia aberta no canto do seu quarto, ela deveria deixar lá e correr para o hospital, mas a curiosidade não deixou ela dar um passo falso. Grace pegou a caixa e sentou na cama de Angel, assim que abriu a caixa pôde ver o casaco, a pulseira e a touca de Niall que ela nem desconfiava de quem era. Ela ficou questionando-se de quem era e o que ela panejava fazer.

Olá sweeties ♚
Como estão? Felizes? Os minos estão vindo para o Brasil \o/
E eu estou triste pois não vou, mas feliz porque eles estão no mesmo solo que eu(nem perto disso?.
O que acharam do capítulo? Todas as suspeitas serão reveladas nos próximos capítulos (avá -_-). Está cada vez mais difícil fazê-lá e em breve será difícil deixa-lá.

3 comentários :

Joyce Rayane Dos Santos Silva disse... Responder

Continua ta perfeita ♥ ♥

Beatriz Sinfronio disse... Responder

Nossa eu ja tava temdo um. infarte com a demora mais eu a mei e nao vejo a hora deles ficarem juntos de novo

Anônimo disse... Responder

Pf continua o mais rápido possível, essa fic é muito viciante, necessito dela!
Leticia M.

Postar um comentário