O Juramento - Capítulo Quatro

 " - É melhor eu ir dormir. "


Estava dormindo, mas fui acordada por alguém me chamando. E odeio quando isso acontece.
- Serena, acorde linda. - Alguém disse, cantarolando.
- Não . - Quando me virei Harry estava com os braços apoiados na cama, me olhando. Deitei, ficando de barriga para cima. E ele colocou um braço de cada lado do meu corpo, ficou me observando.

- Devia saber que era você. Quem mais me chama de linda ? - Continuei.
- Só falo a verdade.
- Então me conta, por que quer ir para a minha cidade ?
- Se troca. - Ele disse, mudando de assunto.
- Aonde vamos ?
Ele se levantou e estendeu a mão para me levantar da cama.
- Não quer cavalgar uma última vez na floresta ?
- Quero.
- Muito bem. Vou te ensinar a atirar com arco e flecha.
- Aposto que sou melhor que você. - E sorri.
- Vai perder. - E retribui o sorriso.
- Porque da última vez sua mira estava péssima. - E rimos. - Vou me arrumar. Te encontro aonde ?
-  Quando terminar, passa no meu quarto e vamos juntos.
- Tudo bem.
Ele começou a andar na direção da porta, mas parou na metade do caminho.
- Sabe, gostei muito do seu pijama.
Quando olhei para baixo, estava usando uma camisola de seda, bem curta. E não pude evitar um sorriso. Não que isso signifique que gostei do comentário. 
Voltou a andar para a porta e disse sem olhar para trás:
- E com isso consigo mais um sorriso.
- Seu besta.
Tomei uma longo banho. Coloquei roupa de montaria e penteei os cabelos. Como não como nada de manhã, segui para o quarto de Harry.
Bati mas ninguém atendeu, então entrei. Não havia ninguém no quarto. Demorou alguns segundos para aparecer. Ele saiu do banheiro, só com a toalha em volta da cintura. Com os cachos úmidos e o corpo molhado.
Quando me viu disse:
- Você não bate na porta ? Poderia me pegar desprevenido. - Seu tom de voz era irônico.
Sai do transe de ver ele assim e respondi:
- Eu bati.
- Eu ouvi. - E deu um sorriso.
Revirei os olhos e sorri.
- Vou me trocar rápido. - Continuou.
- Tudo bem. Vou esperar lá fora.
- Me faria um favor antes ?
- Depende.
- Abre aquele primeira gaveta, por favor ?
Andei até a cômoda dele e abri a primeira gaveta. De cuecas.
Ele deu risada e continuou:
- Me passa uma ?
Peguei uma cueca boxer preta e joguei para ele.
- Prefere cuecas pretas, Serena ?
- Vou esperar lá fora.
Fiquei esperando Harry alguns minutos. E logo ele apareceu, com o arco e as flechas nas costas.
 Descemos até a frente do castelo e pegamos nossos cavalos. E como sempre, a floresta estava escura e silenciosa. Cavalgamos por lugares diferentes, e lindos. Aquele momento era realmente bom. Harry não parecia com o que disseram para mim. Será fingimento ? O que ele ganharia com isso ? E para não estragar o momento, também estava sendo legal com ele. Melhor aproveitar tudo, antes que ele comece a ficar irritante. 
Chegou a hora do arco e flecha. Fomos até uma parte da floresta, onde as árvores eram maiores e mais grossas. Ele atirou algumas vezes para me mostrar como se faz. E chegou a minha vez. A primeira tentativa foi péssima, não muito diferente da segunda.
- O que você disse mesmo, sobre ser melhor que eu ? - Ele disse, me alfinetando.
- Cala a boca.
Ele veio até mim e reposicionou minhas mãos. Ficou atrás de mim e levantou o arco. Posicionou perto da minha boca e esticou meus braços. 
Sentia sua respiração na minha nuca. Que me arrepiava inteira. Ter ele tão perto assim de mim deixava-me nervosa. Se somente ficando atrás de mim, me arrepiava .. Como será o beijo ? Se concentra Serena, você não quer realmente saber disso. Não quero ?
- Você está me deixando nervosa. - Disse interrompendo a explicação.
Ele afastou meu cabelo da orelha. E disse no meu ouvido :
- Eu te deixo nervosa ?
Bastou ele dizer isso, que disparei a flecha. E por incrível que pareça, acertei o alvo.
Continuamos a treinar. E tentava me manter afastada dele. Afastada do desejo. Até que uma chuva muito forte começou a cair, nos deixando ensopados.
- Vamos ter que correr para o castelo. - Disse enquanto guardava o arco e as flechas.
- Não podemos voltar assim - E apontou para as roupas molhadas - Meu tio vai me matar e talvez o rei não permita mais a viagem. Temos que procurar outro lugar.
- Tem alguma sugestão ? - Perguntei 
- Tem uma cabana aqui perto, sei que não mora ninguém lá. Parece ser a única opção.
- Tudo bem.
- Você vai comigo no meu cavalo.
- Por que ?  - Perguntei.
- Assim não nos perdemos um do outro.
Ele colocou o arco e flecha junto com outras coisas no meu cavalo. Ele montou no dele e subi atrás. Tive que me segurar nele. A roupa molhada destacava mais os músculos fortes e tensos. Passei os braços em torno da barriga dele. E a situação parecia diverti-lo.  Ficar com Harry em uma cabana, sozinha e no meio da mata, sem ninguém por perto, não me parecia uma ideia muito boa. Mas não tive escolha.  





Hey, cupcakes !

Desculpem-me se eu não estou muito comunicativa nos últimos capítulos, estou muuito atarefada com a escola e as provas vão começar para me deixar mais feliz :s
Espero que vocês estejam gostando da fic. Harry-Safado-Styles e Serena em uma cabana, hem ?
Até logo >.<
   

2 comentários :

Manu disse... Responder

Posta logo o outro capítulo por favor !!!!! Muito obrigada, dnd

Nicole M. disse... Responder

Logo eu posto, amor >.<

Postar um comentário