Truly, Madly, Deeply Capítulo 59 - Eu sou igual às outras



O que você quer que eu faça? – suspirei
Ah, eu sou apenas uma garota apaixonada por um garoto mentiroso e idiota
Niall: Eu só quero que você fique do meu lado, quando me distancio de você faço besteira
Eu: Eu sei disso – Niall soltou uma risada
Niall: Então estamos bem?
Eu: Eh, não – revirei os olhos, Niall pegou meus ombros fazendo com que encarasse-o mais uma vez
Niall: Mas por quê?
Eu: Você acha mesmo que depois disso tudo eu iria voltar pra você correndo vestindo um vestido rosa e que viveriamos felizes com três filhos? – arqueei a sobrancelha, okay, isso estava fora do plano!
Niall: Sim
Eu: Pois pensou errado – apertei seu nariz, que sínica eu sou!
Niall: Angel, se não estamos bem, porque concordou em me ajudar? – soltou meus ombros
Eu: Por que...– Niall arqueou a sobrancelha – Por que eu sou sua amiga, eh , mais ou menos
Niall: Você sabe que eu não quero que sejamos apenas amigos
Eu: Isso já é o bastante não acha? Pelo menos eu estou ajudando você. Eu deveria te chutar daqui e...
Niall: Amigos não fazem isso – serrei os olhos
Eu: Niall apenas, sai... – apontei pra porta
Niall: Não vai me ajudar?
Eu: Vou, mas não agora
Niall: Por quê?
Eu: Por que coisas pra fazer
Niall: Vai sair com alguém? – cruzou os braços – Com o Harry?
Eu: Não é de seu interesse
Niall: Claro que é
Eu: Por que seria? – arqueei a sobrancelha
Niall: Por... Nada, eu...
Eu: Sai, por favor,
Niall: Eu encontro você aonde?
Eu: Não sei
Niall: Eu te pego as sete
Eu: Sete? Da noite? – perguntei confusa
– Não idiota sete do dia, ele quer tomar café com você
Niall: Sim – sorriu
Eu: Por que sete horas? Você tá pensando o quê? Vamos apenas conversar! – Niall revirou os olhos
Niall: Apenas conversar – disse enquanto andava até a porta
Niall deu-me uma última olhada e saiu do quarto, ouvi a sola de seus sapatos baterem no piso de madeira. Joguei-me na cama, fechei os olhos e respirei fundo. Niall, esse nome poderia estragar o meu dia, assim como deixa-lo feliz, era incrível a sensação que Niall me fazia sentir era inexplicável. Era completamente...
Harry: O que esse garoto tá fazendo aqui? – a voz rouca de Harry me fez suspirar, mas assim que analisei as palavras abri os olhos e levantei rapidamente dando de cara com Harry e Niall

Eu: Ah...
Harry: Angel não me diga que você o perdoou
Eu: Ah... – eu não conseguia falar nada além de: Ah
Harry: Angel?
Eu: Harry eu... argh, viu o que você fez?!
Niall: Eu fiz?
Harry: Então vocês voltaram?
Eu: Não
Niall: Sim
Harry: Vocês voltaram
Eu: Acredita nele?
Harry: Eu não sei mais
Eu: Harry!
Harry: Eu acabei de ver o ex-namorado da minha namorada atendendo a porta dela, o que você quer que eu pense?
Eu: Ele só veio pedir ajuda
Niall: Não foi só isso
Harry: O que você quis disser com isso?
Eu: Niall cala a boca você já vez merda demais!
Niall: Ha duas horas atrás não queria que eu saísse – Harry arregalou os olhos
Eu: Agora quem vai acabar com você sou eu! – fui pra cima de Niall
Ele tinha passado dos limites
Harry: Angel, para! – segurou-me pela cintura
Niall: Solta ela Harry, não sabe que ela é a minha garota? – Harry segurou–me mais forte
Eu: Me solta, eu vou acabar com ele
Niall: Acabar comigo? Nunca docinho
Eu: Pode ir embora e nunca mais olhe na minha cara!
Niall: Angel...
Eu: Sai! – o empurrei, que segurou meus pulsos perto do meu rosto – Me solta
Harry: Solta ela!
Niall me puxou para perto e eu o empurrei para longe, soltei meus braços e encarrei Niall
Eu: Vai embora – disse seca
Niall: Angel...
Eu: Vai embora! – disse alto – Eu não quero mais ver você nunca mais eu já disse. Me deixe em paz, eu até iria ajuda-lo, mas depois dessa, quero que você suma idiota!
Niall abriu a boca repedidas vezes, mas nada de lá saiu, ele olhou Harry e em seguida me olhou, logo depois foi embora. Eu não tinha coragem pra olhar nos olhos de Harry, eu estava vermelha, com vergonha de falar a verdade, na verdade medo.
Harry: O que aconteceu? – eu continuava encarando a porta, como se algo estivesse prestes a adentrar pelo quarto
Eu: Eu não sei – cerrei os pulsos
Harry: Você ainda gosta dele – fechei os olhos
Eu: Eu não...gosto dele – virei para encarara-lo
Harry: Então por que aceitou ajuda-lo?
Eu: Eu não sei, eu... argh
Harry: Angel, se você gosta de alguém, deve correr atrás dele, não se importar com o que os outros pensam. Deve seguir em frente, fazer o que te faz feliz. – segurou o meu queixo – Eu sei que isso entre nos não deu certo, eu nunca vou ser o seu príncipe isso é trabalho do Niall, sempre foi. Eu só quero que você seja feliz, você é uma garota de ouro. Não tenha duvidas sobre o Niall, saiba que tudo o que ele fez antes foi sem pensar, ele tinha apenas 16 anos. Ele parece confuso, ele é confuso, mas ele tem um sentimento inexplicável por você.
Não sabia o que falar a Harry, de repente tudo o que ele disse sobre as pessoas usarem ele veio a tona em meu pensamento
Eu: Harry, eu sou uma menina de ouro, eu sou igual as outras, as outras que usaram você e depois de deixaram sofrer. Eu sou uma idiota, eu deveria ser infeliz pro resto da minha vida, eu só trago desgraças pra vida dos outros – comecei a chorar
Harry: Angel você não é igual as outras, eu sempre gostei de você e eu quero ver você feliz
Eu: Me desculpe – sussurrei secando algumas lágrimas
Harry: Não precisa se desculpar, apenas seja feliz, por mim – secou um lágrima que corria em minha bochecha, eu puxei Harry para um abraço apertado. Ele acariciou meus cabelos, eu afundei minha cabeça em seu peito e comecei a chorar – Só promete que nunca vai me deixar
Eu: Eu nunca vou te deixar – sorri
Nós desabraçamos e Harry beijou minha testa
Harry: Eu tenho que ir agora, se cuida
Eu: Harry me desculpa, por favor – segurei seu colarinho
Harry: Já disse que não precisa se desculpar – sorriu de canto
Engoli seco e soltei seu colarinho, Harry andou até a porta e deu um aceno de cabeça, assim que ele fechou a porta, eu pude desabar no chão. Eu sou tão estupida, idiota eu não faço nada certo. Assim que começei a chorar, pude sentir um aperto em meu coração, eu odiaria a ideia de ser apenas mais uma das garotas que quebrou o coração de Harry. Esse era mais um dos motivos para me odiar e odiar  a minha vida, nada dava certo. Absolutamente nada.

Narrador P.O.V's

Niall deu duas batidas na grande porta, desta vez quem atendeu a porta fora a empregada da casa.
Niall: O senhor Johnson está?
Jenna: Sim, um momento – disse e retirou-se, ela conhecia Niall de algumas visitas. A senhora de meia idade andou em grandes e ágeis passos até o escritório de Frank, deu algumas batidas na porta e não foi recebida muito bem.
Sr. Jonhson: O que foi Jenna? – perguntou impaciente
Jenna: O Niall está aqui – sua voz baixa fez com que um sorriso brotasse nos lábios de Frank
Sr. Jonhson: Pode manda-lo entrar – ajeitou seu terno
Jenna assentiu e saiu da sala, correndo até a enorme sala de estar
Jenna: O Sr. Jonhson o espera em seu escritório
Niall assentei e foi seguindo o mesmo caminho que seguira mais cedo. Frank já sabia que Niall havia mudado de ideia em tampouco tempo, esse foi o motivo de seu sinico sorriso. Niall sabia que estava fazendo besteira, mas esta não teria como evitar. Assim que passou pelo quarto de Nancy pode ouvir o seu choro, que com certeza aumentaria quando soubesse da noticia. Niall encarou a porta do escritório de Frank, nem precisou bater, apenas empurrou um pouco e pôde ver Frank na grande cadeira
Sr. Jonhson: Entre Niall – Niall hesitou um pouco, mas logo entrou – Sente-se – Niall fez o que Frank pediu – Então, o que o traz aqui?
Niall respirou fundo e disse:
Niall: Eu vim falar sobre o casamento.
 
Hi guys!
Como estão? Eu queria me desculpar pela demora. Eu disse que ia fazer capítulos grandes, mas este está digamos, médio.
Eu fiquei meio que eu duvida em relação a minha próxima fanfic, eu fiz uma sinopse, mas logo veio a ideia de várias fanfics, eu fiz várias fanfics e eu fiquei confusa '-'
Mas eu tenho vocês para tirar minhas duvidas
Irei postar algumas das sinopses que que fiz e vocês iram escolher qual acharam melhor okay?
Beijos até o próximo capítulo

3 comentários :

Joyce Rayane Dos Santos Silva disse... Responder

Continua ta amando

Anônimo disse... Responder

C.O.T.I.N.U.A

Milena Goulart disse... Responder

continua essa aqui, pf tá muito boa ♡

Postar um comentário