Irresistible Capitulo 2 - Não odeie Ashton (3ª temporada)

Este é Ashton ~Johnny Depp por que sim~
"Você frequentava as melhores escolas, Senhorita Solidão
Mas agora você está perdida
Ninguém te ensinou a viver na rua
Mas agora você tem que se acostumar com isso"
                                                                                                  Like a Rolling Stones - Rolling Stones

Londres, 10:26 pm

Era sábado, Harry caminha pelas ruas de Londres aconchegando-se em seu casaco, um vendo gélido afetava a cidade o que causava uma sensação térmica de 0 grau. Styles estava um pouco embriagado por conta de alguns copos de vodka que havia tomado em um pub minutos atrás, por culpa da pequena embriagues Harry as vezes tropeçava nos próprios pés o que o incomodava um pouco, mas o que mais o incomodava era o motivo dele ter bebido era a maldita saudade que sentia de Bel, ele queria poder esquece-la, mas sabia que era impossível devido ao fato de Styles amar Annabel.

Harry suspirou olhou para frente e contou mentalmente quantos passos faltavam para chegar ao seu velho apartamento com vista para um parque com muitas arvores, mas que naquela época do ano, o inverno estava sem folhas. A conta mental de Styles fora interrompido quando alguém o puxou para dentro de um van e ali a ultima coisa que ele viu foi dois homens com tocas ninjas.



Conllinsville, 6:30 pm

Bel fichava o caixa da lanchonete enquanto embalava a pequena filha no carinho com um dos pés, uma tarefa que ela havia acostumado fazer desde que teve que trazer a pequena Anne ao trabalho, afinal não tinha ninguém com quem deixar à pequena. Distraída com as duas tarefas que desempenhava Annabel não viu uma pessoa entrar na lanchonete.

- precisamos conversar. – disse a pessoa, assustando um pouco Bel, a mesma levantou o olhar e viu sua mãe ali parada, Marienie parecia ter chorado a noite toda.
- não temos nada para conversar. – disse Bel voltando à atenção à contagem de dinheiro.
- me dê apenas alguns minutos filha. – disse a mulher segurando o braço da Bel que parou e olhou para Marienie.
- o que quer? – perguntou Bel pegando a filha no colo por que a mesma chorava.
- te contar sobre meu passado. – disse a mulher olhando Bel nos olhos.
- já sei seu passado dona Marienie. – disse Bel sem olhar a mãe.
- não, você sabe a versão contada por Ashton de meu passado, eu quero que saiba a minha versão sobre tudo o que aconteceu entre mim e seu pai biológico. – respondeu Marienie com convicção na voz, ela realmente estava disposta a contar tudo.
Annabel olhou a mãe e suspirou, saiu de trás do balcão e sentou em uma das mesas, sendo observada por Marienie que quando notou que Bel a ouviria sorriu e sentou a frente da filha.
- então o que tem a me contar? – indagou Bel ajeitando anne em seu colo.
Marienie observou a neta e notou que a mesma lembrava muito bel quando pequena, com ralos fios de cabelos, mas os que tinham na cabeça eram loiros, olhos de um azul escuro por conta de ela ainda ser uma recém nascida, mas que com certeza seria verdes por conta do modo que ficavam quando a luz das lâmpadas daquela lanchonete se refletiam neles.
- Mãe? – chamou Bel tirando Marienie de seus devaneios a mesma espantou seus pensamentos e logo disse.
- antes de te contar quero que saiba que tudo que fiz foi por amor a você e seu pai, Ashton. – Bel nada disse apenas ficou observando a mãe, e logo Marienie começou seu relato.
- eu tinha 15 anos quando vi Ashton pela primeira vez, eu e Jenna, minha melhor amiga e a verdadeira mãe de Taylor, havíamos ido á Blood Evil o bar mais macabro de Nashville, Tennessee, o lugar onde criminosos se misturavam com prostitutas baratas e aonde jovens iam para ter um pouco de adrenalina, ali sempre rolavam drogas e muita bebida alcoólica grátis, até certo ponto. Era minha primeira vez naquele lugar e também de sair à noite, era tudo novo para mim, quando pus meus pés naquele lugar sentia a adrenalina em meu corpo e o cheiro de perigo exalando por aquele lugar, eu tinha certeza que minha vida mudaria naquela noite e eu não estava errada, assim que rodei meu olhar por todo aquele bar encontrei Ashton rodeado por duas garotas quase semi nuas e com um copo de algo que não pude identificar nas mãos, ele me olhava, e o olhar dele me fez tremer, por um segundos tive medo dele, mas logo isso passou quando ele sorriu para mim, o sorriso que continha maldade e maliciosidade, ele era sexy, mas o melhor estava por vir, depois de varias trocas de olhares entre mim e ele, Ashton resolveu se aproximar e quando ele abriu a boca e aquela voz rouca saiu eu senti arrepios subir de meus pés ate a ponta de minha cabeça, ele tinha um sotaque notavelmente britânico e aquilo apenas o deixava mais sexy, ele fez-me rir com uma cantada  barata e pode parecer besteira, mas depois daquela frase malfeita disfarçada de uma cantada eu fiquei apaixonada por Ashton.
Foram muitas noites se vendo no Boold Evil rindo e nos beijando, mas algo nele me intrigava, ele sempre estava bem vestido e sempre gastava muito em bebidas, mas eu não sabia no que ele trabalhava, pois as únicas coisas que daria tanto dinheiro assim em Nashville era o banco ou a venda de droga, mas o banco era da família Tayler e Ashton não tinha cara de bancário e de quem usava terno, então sobrava à venda de drogas, eu não queria acreditar que aquele doce e atencioso rapaz poderia ser um traficante, mas era o que estava parecendo, ele sempre andava com caras mal encarados e com tatuagem que parecia demostrar que haviam passado alguma vez pela cadeia, Ashton também tinha tatuagem, muitas para falar a verdade, mas até aquele momento eu havia vistos as tribais em seu braço esquerdo, o símbolo dos Guns N’ Roses no braço direito e a letra de uma famosa musica do Rolling Stones, Like a Rolling Stones. Mas isso não era o que me importava, eu estava preocupada com o que Ashton se envolvia, e no dia que eu descobri toda a verdade, sobre Ashton seu um bandido eu não quis acreditar, tentei me afastar, mas fora impossível eu já era dele, eu já estava gravidade você, mas ainda não sabia, apenas duas semanas depois fui descobrir sobre você, por um momento fiquei apreensiva eu tenha 17 anos, não estava preparada para ser mãe, e se meu pai soube-se que eu estava gravida e ainda mais de um criminoso era capaz de matar a mim e a Ashton sem pensar duas vezes, então afastei-me de vez de seu pai, mas era difícil ele sempre estava me perseguindo, quando eu saia da escola lá estava ele, mas eu sempre o ignorava, até o dia em que ele descobriu o motivo de eu ter me afastado, e foi até a minha casa, fez um escândalo e meu pai ficou sabendo que eu estava gravida, quase fui morta com o olhar de meu pai, mas minha mãe não deixou ele fazer nada, mas isso não durou muito tempo no outro dia depois do escândalo recebi a noticia que eu iria me casar e quando soube quem seria o noivo quase enfartei, era John Tayler, namorado de minha melhor amiga, o problema era que John e Jenna já tinham um casa a um bom tempo, tempo o suficiente para nascer um fruto daquilo tudo, e esse fruto era Taylor, que mesmo ninguém da cidade sabendo sobre Taylor ela continuava filha de Jenna e John. Taylor era escondida numa casa no interior, tinha 3 meses, e quando eu e John nos casamos ela vio morar conosco ficando como nossa filha, sendo apresentada a sociedade e tudo, Jenna não ficou com raiva de mim pelo contrario ficou agradecida por eu cuidar de sua filha, ela sabia que eu estava naquele casamento obrigada, eu nunca casaria com o grande amor da vida dela, afinal eram melhores amigas. Minha vida foi normal até alguns meses até a noticia da morte de Jenna, todos disseram que ela foi encontrada com um tiro na cabeça, mas que era uma morte criminosa não u suicídio, o autor do disparo nunca fora encontrado e preso, mas eu sei quem foi: Ashton, ele mesmo confessou-me que matou Jenna por raiva de John por ele ter roubado a família dele, que incluía eu e você.
Eu tentei entrega-lo para a policia, mas foi impossível, eu não suportaria o ver preso, ainda mais quando você estava prestes a nascer.

Quando completei 8 meses de gestação soube que Ashton havia voltado a Inglaterra, mas que havia me deixado o recado de que voltaria para buscar você, então até hoje eu fiz de tudo para proteger você, eu praticamente atravessei o pais para proteger você de Ashton, eu não queria perde-la, mas hoje não posso fazer mais nada, ele te encontrou e você já é uma mulher, tem uma linda filha e se quiser ir embora com ele não irei te impedir, mas apenas não queria que fosse embora com raiva de mim. – Marienie suspirou após terminar e olhou Bel, a mesma fitava a mãe perplexa, Marienie havia passado tudo o que Bel estava passando, ela também havia ficado sozinha com uma criança para cuidar e sem seu verdadeiro amor.

Bel suspirou como a mãe, levantou de onde estava e se aproximou de Marienie e a abraçou, logo sentiu que a mãe chorava e então disse.
- eu nunca vou poder retribuir tudo o que fez por mim, agradeço cada sacrifício que fez e ainda esta fazendo, sei como é difícil e doloroso estar longe de quem amamos.
- minha querida fiz tudo o que fiz por amo a você, não queria que crescesse sofrendo. Ashton não é um homem mal e eu tenho certeza que se tudo aquilo não tivesse acontecido ele seria um bom pai, ele te amo todos esses anos com apenas uma foto tua em mãos, a viu apenas uma vez na vida e ainda nunca deixou de te amar. – explicou Marienie olhando a filha enquanto afagava o cabelo da mesma.
Bel parou um momento pensou no que poderia fazer agora que sabia de tudo, ela sentia que precisava procurar Ashton.
- eu preciso falar com Ashton. – disse Bel colocando a filha em no carinho e tirando o avental de trabalho.
- eu sinto muito querida, mas isso não sera possível. – disse Marienie.
- e por que? – perguntou Bel confusa.
- seu pai voltou para Inglaterra hoje de manha. – disse Marienie levantando de pé.

Bel pensou que havia perdido a oportunidade de se desculpar com Ashton e de dizer que acreditava nele até Marienie abri a boca novamente.
- mas você pode ir até ele, deixe Anne comigo e pegue o próximo voo. – sugeriu a mais velha.
- Minha filha vai comigo, eu nunca vou me separar dela. – disse Annabel com firmeza.
- tudo bem então vá, compre sua passagem e vá resolver as coisas com seu pai.
- eu vou. – disse Bel virando-se e saindo da lanchonete, mas antes de sair jogou a chave para a mesma e disse.
- feche tudo e entregue a Emmy, eu vou direto para o aeroporto da cidade vizinha.


E assim Bel fez, pegou seu carro e junto à da filha partiu para a viajem que seria sua mudança de sua realidade. Inglaterra ai vamos nós.

Continua

Hey divas da minha vida!! Ai capitulo dramático e revelador não? O que acharam? Gostaram?
Ficou grande né? Foram 3 dias trabalhando nele e escrevendo e reescrevendo, mas acho que ficou bom :)
Então vocês acham que bel ira encontrar Harry? E o que será que aconteceu com ele? Alguém ai tem um palpite? 
Vi que alguém pediu meu facebook nos comentários bom clica aqui e será redirecionado ao meu perfil :)

PS:OBRIGADA A TODAS AS DIVAS QUE COMENTARAM NO CAPITULO PASSADO AMO VOCÊS :3

Continua com 8 comentários!




10 comentários :

Anônimo disse... Responder

Ameeei! Sua diva continua logo pfv

Andressa disse... Responder

amor selinho for you http://fasdeonedirectionofficial.blogspot.com.br/2014/02/mais-um-selinho-versatile-blog.html#comment-form

Joyce Rayane Dos Santos Silva disse... Responder

nossa continua..tenho certeza que ela vai encontrar o Harry com o Ashton.....continua logo por favor ta perfeita <3

Anônimo disse... Responder

Ta otimo continua to amando !
Thatahxx

Anônimo disse... Responder

Amei!! Continuaa ta perfeito!! :)
Xx Karol

Anônimo disse... Responder

Continuaaaaaaa

Anônimo disse... Responder

Amei! Perfect, acho q ela vai encontrar o Harry com o Ashton. Continua logo. Obrigada pelo face liamda!
Xx jemima xx

Anônimo disse... Responder

Continua please eu preciso saber o que acontecer com o Hazza se ele esta com o Ashton ? Se ele vai fica com a Bel ? Se eles vao viver juntos con a pequena Anne ? E o que acontece coma Taylor ? E com a Gemma ? Ela fica com o Louis ? E o Justin ?
Tudo isso posta logo
Please please
Thatahxx

felipe disse... Responder

Oi!
Não sei se gosta de ler ou se tem tempo para isso mas à alguns dias um blog voltou ao ativo. A escritora voltou depois de alguns dias. E tem história nova. Deve ter perdido alguns leitores e como estou atento ao blog, tenho ele nos favoritos, decidi recomendar o blog. Não estou pedindo para comentar ele ou seguir mas se gostar das histórias siga e comente. Vai fazer bem à escritora.
dianaisabelpinto.blogspot.pt/

beijos.

Anônimo disse... Responder

Posta logo please !
Thatahxx

Postar um comentário