Littles Things Capitulo 31 - Perdas...



Jessica On

Pessoa cometem erros, e eu não sei rei diferente, sei que meus erros não podem serem comparados a meros tropeços que algumas pessoas dão, meus erros me condenavam ao uma imagem suja, mas eu não queria mais ser vista assim, sei que o que fiz foi errado, mas eu estava tentando mudar. Todos merecem um segunda chance certo? Por que comigo não estava sendo assim? Sei que foi difícil para liam saber do meu passado daquele jeito, eu pretendia contar-lhe, nunca quis o magoar, mas não era tão fácil dizer que eu havia matado pessoas, não era como dizer que roubou algo, era de pessoas que eu falava.

Fazia alguns minutos que eu me encontrava  sentada num banco numa praça não muito longe do apartamento de Liam, e deixava as lagrimas correrem pelo meu rosto como a cachoeira de um rio abundante, algumas pessoas passavam e ficava-me encarando, as vezes tinha vontade de dizer se nunca haviam visto uma garota chorar, - -qual é pessoas choraram. – falei alto enquanto um casal passava a minha frente e me observava com pena. O que eu menos queria naquele momento era que alguém sentisse pena de mim, já recebi muito esses sentimento ao longo de minha vida, eu sempre fui a coitada a quem todos tentavam ajudar, “seja legal  com ela, ela foi estuprada pelo padrasto”, “a trate bem ela sofreu muito”, era sempre assim que se referiam a mim, droga eu odiava que sentisse pena de mim, eu não era uma coitada, eu não precisava da solidariedade de ninguém, nunca precisei.

Às vezes acho que as pessoas se aproximavam de mim por pena, nunca realmente alguém saber como eu me sentia, apenas liam se importava com isso, e veja agora eu não o tenho mais e isso me dói muito, droga porque eu sempre estrago tudo?

- soube que foi chutada. – falou uma voz a minha frente, logo levantei os olhos e vi Noah, ele estava dentro do caro e tinha um sorriso irônico nos lábios.
- tudo culpa sua seu idiota. – falei exaltada
- hei calma ai Jessie, eu apenas contei a verdade. – disse ele cinicamente.
- você destruiu minha vida. – falou ela levantando-se do banco e caminhando ate o carro. – eu devia te matar.
- eu te avisei que se não me contasse sobre onde está meu filho eu faria contar por mal. – falou ele olhando para frente e segurando o volante fortemente.
- quer realmente saber onde ele está?- perguntei o olhando.
- é o que eu mais quero. – falou o garoto me olhando, eu peguei minha mala e entrei no carro e disse quando coloquei o sinto.
- siga ate a Sout Street. – disse olhando para frente Noah me olhou e sorriu e logo ligou o carro percorrendo a rua ate a outra que eu havia indicado.

Autora On

Em alguns minutos eles começaram a percorrer o início da rua que Jessie havia falado, no meio da mesma Jessie pediu para Noah parar o carro, o mesmo estranhou, já a garota assim que o carro parou desceu do mesmo e seguiu ate altos portões com pontas afiadas. Noah a seguiu e quando chegou a frente viu que se tratava de um cemitério.
- o que estamos fazendo aqui? – perguntou o rapaz confuso.
- você verá. – falou ela caminhando seria por entre as lapides, logo se agachou a frente de uma e disse olhando Noah.
- conheça Benjamim.
Noah olhou o túmulo e no mesmo havia dizeres.

“Benjamim Moore
De 23/05/2008 à 13/06/2008”

O garoto engoliu em seco.
-esse é o nosso filho? – perguntou o rapaz rezando pra que a resposta de Jessie fosse um não.
- sim. – disse a garota em um sussurro.
- o que fez com ele? – perguntou o garoto com raiva segurando o braço de Jessie de uma forma brusca.
- ele nasceu prematuro, com problemas respiratórios e cardíacos, desde seu nascimento soube que ele não teria chances de sobrevivência. – disse a garota já chorando.
- eu não acredito. – falou Noah se ajoelhando ao lado do tumulo e deixando as lagrimas caírem, ele não acreditava que seu filho estava morto, a pequena criança era a prova do amor dele com Jessica, mas agora era como se nada tivesse para unir os dois, eles não tinham mais algo que os unia e isso deixava Noah desesperado.
- desculpe se não te contei antes, mas não queria voltar aqui e ver o tumulo dele, doe-me muito quando ele se foi, não queria sentir aquilo novamente.

- Jessie, você poderia me deixar sozinho? – pediu o garoto sem olhar a garota, a mesma nada falou apenas foi se afastando do garoto, que agora derramava as lágrimas em cima do tumulo, e como se o céu sentisse a tristeza de Noah um chuva fina começou a cair, demostrando tudo o que o coração de Noah sentia, ele parecia estar em pesadelo, onde um chuva gélida caia e nuvens pretas havia tomado tudo, deixando tudo tão sem cor, sem vida.

Continua..

Mais um capitulo loves, eu acho que quarta eu posto outro, só não vou prometar pro que não sei se vou ter tempo, mas quem sabe eu poste, se eu não postar fica pra sexta ai eu posto dois sexta, beijos loves <33

Continua com 18 comentarios...

19 comentários :

Anônimo disse... Responder

Ameei, posta logo please

Anônimo disse... Responder

Haaaa como sempre perfeito . Continua Flor !

rayssa vasconcelos disse... Responder

OMG! Capítulo triste mais perfeito continua Pfv

Brubs disse... Responder

ain que triste :'(
Continuaa quarta :D

Anônimo disse... Responder

conitnua

Anônimo disse... Responder

conitnua

Anônimo disse... Responder

continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Thais disse... Responder

divo continua

Vitoria Steck disse... Responder

Ain, continua ... to achando mais do que perfeita sua fic ! Sua fic diva completamente, dexa as outras fic no recalk ;* haha' Posta logo pfv, nao posso passa um dia sem ler sua fic haha, nao sobreviverei.... ok' parei !

Andre Morette disse... Responder

Poxa, eu podia jurar que o filho deles estava vivo!!! Nossa... Esse capítulo foi impactante!! De verdade, ficou show!! Continua logo pq eu quero saber oq vai acontecer!! ;)

Anônimo disse... Responder

OMG , OMG , que capítulo perfeitooo!
Continuaaaaaaa.

Mell disse... Responder

acho que vou... chorei ,perfeito

Anônimo disse... Responder

Too amando,posta mais *-*

Anônimo disse... Responder

continua

Anônimo disse... Responder

to adorando coooontinua

Anônimo disse... Responder

COOONTINUA PFV

Anônimo disse... Responder

posta mais, amo sua fic

Anônimo disse... Responder

Continua, please.

Larissa Vargas disse... Responder

oiiê flor, passei qui pra dizer que amei seu blog é literalmente uma graça :)) e pergunta se pode divulgar meu blog ?, beijoos :))
http://de-um-jeito-diferente.blogspot.com.br/

Postar um comentário