Irresistible Capitulo 21 - Pai Biológico Parte ll (2ª Temporada)


- esclarecer o que e quem é o senhor? – indagou mais uma vez Bel, Aston respirou fundo e criou coragem para falar.- Sou eu filha seu pai biológico...

Bel fitou o homem confusa, ela achava que havia ouvido errado, ela não acreditava que o homem a sua frente acabara de dizer quer era seu pai, pois para ela Jonh Tayler era seu pai e o mesmo estava morto.
-meu pai morreu. – comentou Annabel olhando o homem desconfiada enquanto prendia a pequena filha mais perto do corpo, ela estava com modo, assustada pelo fato do homem dizer coisas absurdas do ponto de vista dela.
- John não é seu pai biológico. – disse o homem um pouco irritado, ele odiava o fato de John havia lhe tomado o lugar na vida de Bel, Ashton era quem ela devia chamar de pai e não aquele cretino de mentiroso Jonh.
- sim John é o meu pai. – teimou Bel sentando-se na cama.
- aquele idiota nunca realmente foi seu pai, ele roubou-me você. – disse o homem sem fitar a garota que a cada minuto ficava mais confusa com aquela historia toda.
- eu não acredito em nada do que você diz, John é meu pai, foi ele quem estava lá quando eu dei meu primeiro passos, quando eu falei minha palavra e no meu primeiro dia na escola, como ele não é meu pai.- disse Bel fitando Aston, o mesmo passou as mãos nos cabelos e disse voltando a fitar Annabel.
- Marienie me privou de estar perto de você filha, sei que é difícil aceitar que eu um completo desconhecido sou seu verdadeiro pai, mas peço que não pense que isso tudo é mentira por que é a mais pura das verdades eu sou Ashton Benson e sou seu verdadeiro pai, sua mãe lhe teve quando ela tinha sua idade, eu tinha 21 anos, tive medo de como isso tudo iria ser, tinha medo por você e por sua mãe por conta do meu trabalho e dei a entender a Marienie que não a amava mais, mas foi a forma que encontrei de afasta-la de meu mundo de ilegalidades e coisas ruins, querida Annabel eu arrependo-me muito por tê-la deixado crescer ser conhecer seu verdadeiro pai, mas querida intenda fora preciso. – ao final daquilo Ashton já estava sentando na cama perto de bel e segurava a mão da mesma em um gesto de mostrar que o que ele queria ali era apenas que ela o intendesse e que acreditasse no que ele dizia.
Bel iria falar algo, mas fora interrompida por alguém que entrou apresada no quarto já chamando por Bel.
- Annabel chegou...- era Emmy, a mesma ao notar que tinha mais alguém além de Bel no quarto parou de falar o que pretendia dizer e apenas pediu desculpa pela intromissão. – sinto muito pensei que Bel estava sozinha.
- não tudo bem Emmy ele já estava de saída não? – indagou Bel a Ashton que a fitou por alguns segundos e depois assentiu levantando-se, caminhou até próximo a Bel e lhe depositou um beijo na testa e disse em sussurros.
- eu te amo estrelinha. – após dizer aquilo o homem saiu, mas Bel pareceu recordar-se de algo com as palavras de Ashton, ela lembrou de um momento em sua infância que um homem alto e moreno, óculos nos olhos e uma barba mal feita a entregava um sorvete e dizia a mesma frase “ Eu te amo estrelinha”, Bel agora parecia sentir um remorso, ela devia ter acreditado no homem, ela não sabia por que mas ele tinha muito a ver com aquilo, ele podia ser o homem de seu passado.



- quem era ele? – perguntou Emily despertando Bel de seus pensamentos.
- um amigo. – disse Bel arrumando a filha no colo, a garotinha já se encontrava num profundo sono.
Emmy teve duvidas das palavras de Bel, mas não a questionou afinal ela não estava ali pra isso, Emmy trazia algo importante em mãos, mas fora interrompida mais um vez assim que abriu a boca, mas dessa vez era a enfermeira que iria vir buscar a pequena menininha, mas assim que a mesma saiu do quarto emmy disse.
- Uma garota loira e muito parecida com o Harry deixou isso aqui pra você há uns 30 minutos.- ele entregou um envelope para Bel, que observou aquele papel e logo deduziu ser de Harry, Gemma devia tê-lo entregado a Emmy.
- acho que Harry quem escreveu. – comentou Bel ainda olhando o envelope.
- você acha? – perguntou Emily
- tenho quase certeza e também tenho quase certeza que foi Gemma quem te entregou isso. – disse Annabel apontando para o envelope.
- é pode ser. – falou Emily não fitando Bel o que causou certa desconfiança da mesma.
- tem algo a me contar Emmy? – Bel indagou desconfiada.
- é melhor você ler essa carta sozinha, qualquer coisa me chama estarei ali do lado de fora. – disse Emmy saindo do quarto.
Bel se irritou um pouco pelo fato de Emmy saber algo sobre aquilo tudo e não te-la contando. Bel respirou fundo e fitou novamente o envelope, ela estava em duvida se abriria ou não, por um lado a curiosidade a consumia, mas por outro ela sentia que algo bom Harry não havia escrito naquela espécie de carta, mesmo ela não querendo admitir ela sabia que aquilo a dava medo.

Alguns minutos apenas discutindo internamente se abria ou não aquele envelope Bel resolveu que devia enfrentar seu medo e pegou o envelope e logo começou abri-lo, quando terminou de fazer isso ajeitou-se na cama e logo começou a lê-lo.

“Oi loirinha, se está lendo isso é por que já devo estar a quilômetros de distancia, quem sabe eu já esteja a Londres novamente, mas eu sabia que não podia ir embora sem deixar algo pra você, eu queria que fosse um beijo e um forte abraço carregado de saudades que já iria nascer no minuto em que eu desgrudaria meus lábios dos meus, mas para não causar mais nenhum sofrimento em mim e principalmente em você preferi me despedir assim, através de palavras, eu apenas quero que você entende que eu não estou partindo para sempre é apenas por um tempo, até eu resolver alguns problemas meus que agora não vem ao caso em uma oportunidade lhe conto tudo, o motivo principal dessa carta e o fato da Taylor, o assunto “O bebe”, que ela insiste em dizer ser meu não é verdade, você pode estar pesando que estou mentindo, mas não posso culpa-la eu nunca fui um rapaz com boa índole, mas eu juro que dessa vez não estou mentindo, aquela criança realmente não é minha filha, fazia bons meses que eu e Taylor não tínhamos nada, a única mulher da minha vida fora você, e eu não teria motivo para mentir sobre isso, eu a amo e eu espero que acredite em minhas palavras.

Outro assunto que queria relatar é o fato de que conheci nossa menininha, ela parece com você, é tão frágil e parece necessitar muito de afeto como você, sentirei muito não estar ai para ajuda-la, mas não se preocupe, logo estarei de volta, eu tenho certeza não conseguirei ficar muito tempo longe de você e agora de nossa princesinha, eu espero que quando eu voltar possamos cuidar de nossa pequena juntos.

Enquanto escrevia essa carta lembrei-me que nossa pequenina não tem nome, eu queria poder escolher junto a ti, mas como não posso queria sugerir um nome, Anne, é o nome de minha mãe, ela já morreu e eu achei que dando o mesmo nome dela a nossa filha seria uma bela homenagem e uma forma de tê-la perto novamente, até por que nossa filha lembra um pouco Anne Cox, minha mãe. Espero que pense com carinho nessa sugestão e que nunca se esqueça, eu te amo Annabel, minha luz na escuridão, o céu onde eu, esse pássaro negro sempre irei voar, além da morte eu serei seu.

Com carinho Harold Edward Styles, seu pássaro negro.”


Bel já se encontrava imersa em lagrimas, ela amava Harry e saber que o mesmo havia se ido doía, mas o que mais doía era saber que ele ia se ido sem se despedir dela, ela se arrependia de ter gritado com ele, de ter dito que nunca mais o queria ver, pois o que ela mais queria naquele momento era Harry ao seu lado, mas com o destino era algo traiçoeiro ele não estava ali, e por um tempo seria assim, só novamente.

Continua

Bom eu queria explicar minha demora, eu comecei a trabalhar, quer dizer é um novo trabalho, agora eu sou monitora numa escola de educação infantil, e eu estou amando, eu cuido de crianças de 1 anos e 3 meses há 2 anos e 3 meses, são uns amores, serio quero trazer todos pra casa são muito fofo, há um menininho de nome cicero que lembra o niall o olho azul igual, muito fofo, eu to apaixonada pro todos, eles me amam e eu to sempre com 3 ou quarto no meu colo quando estou sentada, tem a minha pretinha a Maria Alice no primeiro dia do trabalho já te apegou a mim, tem a Thalya e a Yasmin, mas a Yasmin e ciumenta comigo por que os ua tia de verdade dela, é dei sorte de ficar logo na sala dela, mas fora o ciume da pequena Yaya tudo em ordem. 
Bom falei de mais né, então o que achou do capitulo? Tá pequeno né?, mas é que estive sem tempo me desculpem, mas se gostou comente, eu iria amar!!

Continua com 8 comentários!!




10 comentários :

Anônimo disse... Responder

Ta otimo posta logo please eu to louca pra saber o que acontece
Xxthatah

Anônimo disse... Responder

Continuaaa :)

Anônimo disse... Responder

Continua ta perfeita, to muito ansiosa <3

Karlla Malik disse... Responder

Amo essa fic, continua linda, ta perfeito!!

Anônimo disse... Responder

Aaaaaah q pft to mto ansiosa pra ler o proximo comecei a ler recentemente e amei vc esceve mto bem. Tenta nao demorar pra postar
bjoos

Duda Druzian disse... Responder

Eu quero ser afiliado do blog, posso? Meu blog: http://craazy-for-one-direction.blogspot.com.br/ qnd vcs me colocarem aqui de afiliação, avisa la no meu ask pq ai eu coloco lá tá, mas me avisa, e coleque o blog de vcs no final para mim, porque se não eu esquece de qual blog é., meu ask. http://ask.fm/MariaEduardaDruzian

Anônimo disse... Responder

Por favor continua ta Perfect liamdo por favor continua to em love com sua fic serio é tão cute então bye bye flor

Andre Morette disse... Responder

Continua pelo amor de Deus!!! Rápido!!! Tá muito bom!!! ;)

Anônimo disse... Responder

O Por** , continua logo . Ta mto bom :3
Eu n consigo ficar um dia sem ler seu blog , eh mto bom.
*****CONTINUA *****

rayssa vasconcelos disse... Responder

Continua pfv mds cara como vc consegue fazer uma fic tao diva?

Postar um comentário