Truly, Madly, Deeply – Capítulo 07 – Um faminto em minha porta



Angel P.O.V's
Fechei a porta da minha casa e encostei-me na mesma, acho que aquele garoto estava me perseguindo. Ergui minha cabeça devagar e fui em direção a uma pequena janela que havia na sala, olhei discretamente e vi a sombra de um homem parado, que droga não consigo ver o rosto, ele estava de capuz. Eu estava esforçando minha visão ao máximo para o vê-lo, ele estava de costas e de repente virou, em questão de milésimos eu já me encontrava sentada no chão perto da janela. Ergui a cabeça devagar e o homem não estava mais lá, corri em direção a porta, tranquei a mesma e em seguida corri a janela, tranquei todas. Tranquei as portas do fundo, as janelas do meu quarto e do de Jessie. Se você se considera uma pessoa medrosa, ainda não viu nada. Desci rapidamente, diminui o volume da televisão e sentei no sofá, o medo agora estava tomando o meu corpo, talvez seja apenas um vizinho sonâmbulo… O que eu disse? Enfim, oque quer que seja me deixou morrendo de medo, eu tentava distrair-me com a TV, mas toda vez eu ouvia um barulho. Até que eu vi a sombra de alguém por debaixo da porta, senti um frio percorrer pela minha pele e todos os pelos do meu corpo arrepiaram-se. Corri pra cozinha, peguei o telefone e digitei o número de Jessie.
Eu: Vai Jessie, atende! – sussurrei
– Alô
Eu: Jessie? Jessie você precisa vim para casa agora! Tem um homem aqui que…
– Fala devagar Angel!
Eu: Tem um homem que estava me perseguindo desde o mercado e agora eu acho que ele tá aqui perto de casa – disse com medo.
– Ok, tranque tudo – desligou.
Eu: Jessie? Jessie? Vadia! – desliguei o telefone.

Eu estava desesperada, estava quase chorando. Oque esse filho da mãe esta fazendo aqui? Eu deixei o telefone na bancada da cozinha e fui devagar até a porta, olhei pra debaixo da porta e a sombra ainda estava lá, em seguida olhei no olho mágico e...
Eu: Imbecil filho da mãe! – gritei abrindo a porta, vendo aquele garoto ali parado.
Niall: Foi mal – disse abaixando o capuz.
Eu: Você sabe o medo que eu senti? Filho da mãe! – disse batendo nele.
Niall: 'Tá bom! – disse segurando minha mão, impedindo de bate-lo – Desculpa!
Eu: Desgraçado, eu quase morri de medo!-disse puxando minha mão.
Niall: Foi mal é que… – coçou a cabeça – O Zayn pediu pra eu seguir uma de vocês por alguns dias, ele não sabia onde a Jessie morava, e como eu vi você no mercado, decidi segui-la – não falei nada, apenas fechei a porta na cara dele.
Sentei no sofá, passei a mão no cabelo e ouvi o Niall ainda falando do outro lado na porta.
– Desculpa, eu te recompenso algum dia – disse ele do outro lado da porta.
Eu: Como se eu quisesse alguma coisa vinda de você! – disse com uma voz chorosa e alta.
– Por favor, me dá comida! Eu 'tô morrendo de frio aqui – disse batendo na porta.
Eu: Você me perseguiu, eu quase morri de medo e agora tá me pedindo comida e abrigo?
– Por favor eu...Cancelo a aposta! – levantei-me rápido do sofá – Eu convenço o Zayn a cancelar – botei o ouvido na porta.
Eu: Tem certeza?
– Tenho, por favor! – parecia que ele estava implorando de joelhos, abri a porta e disse:
Eu: Tudo bem – ele deu um sorriso enorme mostrando seus lindos dentes tortos e um aparelho dentário – pode entrar – ele foi correndo direto para a cozinha – Wow! Que falta de educação é essa? Eu disse pra você entrar não pra devorar minha comida! – disse assim que o vi devorando os sanduiches que fiz há algumas horas.
Niall: Foi mal – disse com a boca cheia – posso pegar um?
Eu: Agora que já tá comendo! – ele ignorou e continuou comendo – Você não estava com um pote de sorvete?
Niall: Desde quando sorvete é comida?
Eu: Tudo bem – peguei um sanduiche também e fui para o sofá – depois que terminar de se servir no meu bufê – disse irônica – pode ir – ouvi risos seus.
Niall: Bela roupa – disse rindo.
Eu: Cala a boca idiota!
Niall: O que você 'tá assistindo? – disse sentando-se no sofá, quem esse garoto pensa que é?
Eu: O que você pensa que esta fazendo? – disse assim que o vi com o meu balde de pipoca – Me devolve! – disse tentando pegar a pipoca dele.
Niall: Não, eu estou com fome!
Eu: Eu também!
Niall: Mas você tá com um sanduíche!
Eu: A pipoca é minha!
Niall: Você não sabe dividir?
Eu: Não comida! – continuei tentando pegar a pipoca dele, mas desistir – Huf – suspirei.
Niall: Que foi? Está cansada? – disse rindo, eu virei para ele e lancei um olhar desafiador, ele me mostrou confiança em si próprio, pulei em cima dele fazendo com que nós caíssemos no chão.
Eu: Não eu não estou cansada! – disse pegando a pipoca dele.
Niall se contorceu de dor, ah eu não era tão gorda assim! Sentei-me no sofá de novo e voltei a assistir o filme, comendo pipoca. Em seguida Niall se sentou na ponta do sofá e se encolheu.
Niall: Você é mal – olhei pra ele e o vi todo vermelhinho com o cabelo bagunçado.
Eu: Desculpa, toma – que coração de manteiga! – Ei! – recuei.
Niall: Ah, por favor, eu estou com fome!
Eu: – suspirei – vem comigo – levantei-me e fui até a cozinha, procurei entre a sacola e achei um salgadinho – isso contenta a sua fome? – perguntei entregando o salgadinho pra ele, mas ele fez um sinal de negação e eu revirei os olhos.
Niall: Você comprou sorvete? – perguntou se aproximando.
Eu: Desde quando sorvete é comida? – arquei a sobrancelha.
Niall: Para mim é – deu ombros.
Eu: Toma – entreguei o sorvete de pote, igual ao que ele comia mais cedo, de repente seus olhinhos azuis começaram a brilhar e ele pegou devagar.
Niall: Valeu – disse com um sorriso lindo.
Suspirei após ver aquele sorriso e voltei a sala, peguei a pipoca e comecei a comer. 

5 comentários :

Isabela Antunes Rodrigues disse... Responder

Heyyyy!! Ta mt fofo!!! Continua!!!

Anônimo disse... Responder

Continua a.go.ra

Rachel Batista disse... Responder

awwwwwwwwwwwww que lindooooo
Amei esse capitulo! *u*

rayssa vasconcelos disse... Responder

continua pfv ta perfeito :)
#ansiosapelopróximo

Anônimo disse... Responder

Pooosta *-*

Postar um comentário