Nothing is the Same - Capítulo 4 -Ele não sai da minha mente!!

~Cielo on~




    Estava deitada em minha cama pensando. Em quem? Nele. Não consigo tira-lo da minha mente e isso chega a ser perturbador. Hoje foi a primeira vez que eu falei com aquele garoto, pela manha, assim que cheguei, troquei com ele e desde então não consigo pensar em outra coisa a não ser a cor de seus olhos, o jeito como beijou minha mão e naquele perfume estonteante. Será que...? Não Cielo, pensei, você mal o conhece, como pode estar...? Ahhh!! Deixei meus pensamentos de lado.
    Andei até a janela, abrindo a cortina e percebendo que já havia escurecido. Olhei de relance para a casa do outro lado da rua e o vi, debruçado na janela, da mesma forma que eu me encontrava, contemplando a noite. Fiquei fitando-o, e da mesma forma como aconteceu mais cedo ele olhou para mim acenando com a mão, retribui o gesto e logo em seguida ele pediu, por meio de sinais com as mãos, para que eu descesse. Foi o que eu fiz, sai do meu quarto e desci as escadas e quando estava atravessando a sala minha mãe me pergunta:

-Vai aonde filha?- Disse sentada no sofá e com a cabeça encostada ao peito do meu pai.
- Estou aqui fora, vou falar com uma amigo meu.- Falei já com a mão na maçaneta da porta.
- Ai que bom que você está fazendo amigos.- Falou sorrindo, fiz o mesmo e sai encontrando Zayn sentado na calçada de contas para mim.
- Oi.- Sentei ao lado dele.
- Oi- Sorriu pra mim, juro que quando vi aquele sorriso meu coração disparou.- Está gostando da cidade?
- Ah, não sei. Não sai de casa ainda para conhecer nem o bairro.- Falei com ar de riso.
- E que tal conhecer?- Me encarou. Fiquei meio confusa com a pergunta dele.
- Como assim?
- Vocês gostaria de conhecer a cidade?- Falou ainda me encarando.
- Acho que sim.- Ele se levantou, me surpreendi com isso.
- Que tal em meia hora eu te pegar para darmos uma volta pela cidade?- Falou com um sorriso galante.
- Acho incrível.- Me levantei também ficando cara a cara com ele.- Mas quem em garante que você não é um sequestrador maluco querendo tirar dinheiro dos meus pai ou um serial killer que pega menininhas inocentes e depois as mata? Quem me garante?- Disse séria. Ele me olhou assustado mas depois soltei uma risada e a expressão espanto em seu rosto desapareceu.
- Dou minha palavra.- Disse colocando a mão esquerda sobre o peito e levantando a direita, em sinal de juramento solene.
- O.K. em uma hora estou pronta.- Sorri travessa e fui para casa o deixando plantado na calçada. Algo me diz que essa noite será MUITO divertida.


Hey pessoas!!! Desculpem a demora mas essa semana foi tresh pra pra mim. Na quinta fui fazer um simulado pro ENEM que sugou praticamente toda a minha capacidade de pensar. Na sexta o no sábado achei que não faria nada mas estava enganado, ou seja, só deu pra ser hoje. Mas, se houver 5 comentários eu posto outro amanha, pq hoje o dia é corrido, me desdobrei em 10 pra escrever este capítulo, por isso está curto. Mas mesmo assim gente, preciso que vocês comentem bastante, por mais que esteja chato, sem sal, enfim. Isso é tudo povo!! Até a próxima!! ;)

CONTINUA COM 5 COMENTÁRIOS


3 comentários :

Naiéle Piber disse... Responder

Chato?? Tá brincando né? Esse capitulo me deixou com vontade de ler outro então continua logo. Amando essa fanfic :)
#AnsiosaParaOProximoCapitulo ~me senti a rayssa agora hahahaha~

rayssa vasconcelos disse... Responder

ai André continua pfv, cara o capitulo esta perfeito quer dizer a fic é perfeita
#EuSuperAnsiosaParaLerOPróximoCapitulo ~ olha o kibe em nana kkkk~

Ariane Braga disse... Responder

Não ta chato, pelo contrário, está muito bom! Me deixou ansiosa pro 5° capítulo...
Continua por favor??

Postar um comentário