Love is Real? capitulo 17 - Mistério...



"Acabar com o sofrimento há apenas uma solução, a morte.."

- O que disse Mellanny? – disse uma voz atráz de nós e parecia brava, nós viramos e vimos...Jessie, Mel soltou um suspiro e disse.
Mel – quer me matar do coração sua louca, pensei que fosse dona Celina.
Jessie – Nossa minha voz nem é parecida com a dela, magoou, mas é verdade o que disse a Lisa?
Mel – tenho cara de mentirosa por acaso?
Jessie – não, nem um pouco, mas conte-nos como foi?
Mel – Ah foi perfeito, ele é um fofo.
Lisa- ta apaixonada amiga. – falei e logo depois tomando um gole do meu suco, logo jessie falou.
Jessie – Mel e Louis estão namorando que lindo.
Mel – não estamos namorando - ela falou envergonhada e dando um leve tapa na irmã
Jessie – Hey isso doeu.
Mel – era a intenção.
Jessie – Boba.
- Bom vou deixar vocês duas ai e vou subir vou ver como Liv está e depois vou dormir, vocês deviam fazer o mesmo, daqui a pouco dona Celina chega e se estiverem aqui já sabem. – falei já saindo da cozinha, as duas responderam que já iriam dormir.

Eu subi as escadas, já no corredor eu caminhei ate o quarto de Liv.
Logo já estava à frente da porta, não fiz questão de bater na porta logo abri a mesma, e meus olhos viram uma sena um tanto quanto fofa, Niall estava deitado junto a Liv, o mesmo abraçava de leve sua cintura a mesma se aconchegava em seus braços e tinha sua cabeça no peito do rapaz.
Achei a sena tão fofa que resolvi não atrapalhar, fechei novamente a porta e virei-me na intenção de ir ao meu quarto, mas uma voz fez-me olhar em direção do banheiro.
Lá estava Harry, enrolado em uma toalha, apoiado no batente da porta a me observar, ele sorriu logo que nosso olhares se encontraram, eu o olhei de cima abaixo logo notei que ele havia terminado de tomar banho, seu cabelo estava molhado e algumas gotas desciam por seu corpo desnudo. Um lindo corpo devo admitir, de formas um pouco definidas, um belo corpo.
Fui tirada de meus pensamento pela voz de harry, agora podendo notarsse que não estava mais embriagado.  
Harry – Seu mundinho ate que é legal Lisa.
- do que está falando?
Ele se aproximou-se de mim e falou gesticulando com os braços, os abrindo na intenção de mostrar-me tudo ao meu redor.
Harry – isso, sua vidinha, tem onde morar, festa nos fins de semana, um namorado, como pode ser tão chata?
- quem te disse que tenho namorado?
Harry – vais me dizer que o garoto que estava com você na quermesse não é seu namorado, bom para mim ele parecia, você parecia se divertir muito com ele.
-bom engano seu, Matt é apenas meu amigo.
Harry – ah claro. – falou desviando seu olhar do meu pela primeira vez.
- e quanto a minha vidinha perfeita, você não tem nada a ver, você não sabe minha historia.
Harry – se você deixasse eu poderia saber.
- ah que pena, eu não quero. – falei virando para seguir a caminho de meu quarto, mas fui impedida por ele, que agarrou meu braço fazendo me virar, fazendo assim com que eu me chocasse com seu corpo desnudo.
Ele olhou nos meus olhos e falou.
Harry – porque me odeia tanto Lisa?
- você é mesquinho, prepotente.
Harry – se quiser posso ser diferente, apenas me diga o que fazer.
- por que está dizendo isso?
Harry –será que ainda não notou que estou completamente apaixonado por você?
- apaixonado?
Harry – apaixonado, enamodado, in love for you.
- isso é loucura.
Harry – pode ate ser loucura, mas é o que estou sentindo, eu estou te amando, eu amo o seu jeito mandona de ser, os seus olhos, eu amo quando você fala meu nome, ou quando me chama de idiota, quando fica irritada, ou quando ri, eu amo quando você tenta fazer tudo dar certo, eu amo tudo em você.

Eu estava surpresa, minha voz parecia ter sumido, eu apenas o observava espantada, tudo aquilo era estranho e assustador, tudo me dava medo, medo de ser machucada novamente.

Fui desperta de meus devaneios pelo toque dos lábios de harry em minha pele, mais precisamente no meu pescoço, ele depositou um leve beijo e falou ainda com seus lábios roçando o local.
Harry – Por favor Lisa me deixe te mostrar quem eu sou de verdade, me deixe mostrar o quanto te amo.
- Harry eu...- não consegui terminar minha frase, harry juntos seus lábios aos meus num selinho, que segundos depois se transformou num intenso e apaixonado beijo, eu nada fiz alem de o corresponder. Era algo mais forte que eu, no meu intimo eu queria aquele beijo mais do que qualquer coisa no mundo.

O beijo começou a se tornar mais urgente, e as mãos de Harry foram parar na minha cintura me impulsionando fazendo com que eu entrelaçasse minhas pernas na cintura dele, minhas mãos percorriam entre os fios de cabelo dele.

Harry começou a caminhar um pouco atrapalhado e se chocando com alguns moveis que havia no corredor, logo parando a frente de uma porta, ele parou de beijar meus lábios pela primeira vez, e pos os mesmos em meu pescoço, e logo abriu a porta, quando entramos no cômodo abri meus olhos e vi onde estávamos, meu quarto.
Harry me conduziu ate a cama me colocando sobre a mesma e deitando sobre mim gentilmente, a essa altura eu já não me importava mais com o medo que sentia de ser machucada novamente eu queria apenas viver aquele momento.
Um sussurro perto do meu ouvido me fez prestasse mais atenção no que acontecia.
Harry – eu quero você.
- também quero você. – falei em um quase gemido
Ele sorriu e pos seus lábios nos meus me dando um beijo cheio de paixão e desejo.

Harry passou uma de suas mãos no feche de meu vestido e o foi abrindo, em segundos já não estava mais com meu vestido, harry logo se livrou das peças de roupas que nos separavam, minha langerie e sua toalha, enquanto distribuía beijos no meu pescoço e busto.

[...]

Harry já estava há alguns minutos se movimentando dentro de mim, a sensação de tê-lo em mim era incrível, os movimentos do mesmo eram gentis, mas ágeis, me proporcionando sensações maravilhosas.
- Lisa... – ele murmurava vez ou outra na minha pele, eu respondia com leves gemidos em seu ouvido, era incrível tudo aquilo que estava acontecendo, era algo proibido e isso deixava mais excitante.

A onda de prazer se aproximou rápida e intensa. Agarrei-me nos ombros dele, ele notou meu êxtase e acelerou a intensidade das investidas. Fiquei a deriva por alguns segundos, logo em seguida, fui tomada pela violenta explosão de cores reluzentes. Segundos depois, ouvi Harry gemer e cair sobre mim.

Ficamos ali por algum tempo, arfando e flutuando na imensidão de sensações e sentimentos, tentando normalizar nossa respiração, tentando nos conectar ao planeta outra vez.

Jessie On

- O que acha de um passeio? – ouvi uma voz enquanto subia as escadas, me virei e dei de cara com Liam, com uma calça jeans, de coturnos e um pesado casaco de lã, ele sorria enquanto andava ate mim, eu sorria na mesma intensidade.
Quando ele ficou frente a frente ele pegou minha mãe e disse.
- aceita dar uma volta por ai?
- são quase 4 da manha, está querendo me sequestrar Liam. – falei fingido estar assustada, liam me olhou nervoso e falou um pouco aflito.
- não nada disso é que...Jessie é que...
- Hey liam fique calmo eu estava brincando, e eu aceito seu convite.- eu falei rindo da cara dele.
- isso não teve graça.
- claro que teve sua cara foi impagável, deixa de ser careta e viva a vida.
- eu vivo ela, eu respiro. – falou ele brincalhão logo que saímos da casa pela porta da cozinha.
- Muito engraçado liam, serio minha barriga dói de tão rir.
- Não exagere, sei de meus dons ok.
- e qual seriam eles? – perguntei soltando a mão dele e parando a frente do mesmo, ele sorriu e logo falou.
- esse. – e logo se aproximou de mim juntando seus lábios aos meus.
O beijo calmo de liam parecia acalmar a ansiedade que meu ser ficava sem sua companhia, desde que ele chegou meu coração está inquieto, meu ser parece necessitar dele a todo tempo, as vezes parece doentio.
Depois de alguns minutos imersos no beijo nós nos separamos pela falta notável de ar, e eu logo disse.
- um bom dom Mr. Payne. – falei e voltei a andar em sua frente o levando ate o meu lugar secreto.
Notei que liam me seguia, eu com um largo sorriso no rosto caminhava para o meu lugar, um velho sótão do estábulo.
Subi a escada improvisada por mim desde que descobri o lugar, logo seguida de liam, quem quando entrou no lugar observou cada milímetro do lugar e depois de alguns segundos observando perguntou.
- onde estamos?
- bem vindo a meu refugio.
- um lugar legal. – ele falou sorrindo
- seu sorriso é lindo.
- é você é uma garota que não sente vergonha, gosto disso. – ri do que ele havia falando o mesmo me acompanhou.
Liam se aproximou de mim e eu deitei no seu colo e ali ficamos ate eu adormecer e não ouvir e nem ver mais nada.

Mel On

Levantei na manha seguinte com uma insuportável dor nas costas, logo vi o motivo, eu havia me jogado na cama de qualquer jeito, não havia tirado o vertido que fui na festa, nem ao menos o sapato eu havia tirado, ainda estava “montada” com o look da noite anterior.
Levantei-me preguiçosamente da cama e me dirigi ate o espelho que ficava atráz da minha porta olhei-me no mesmo e vi o quão terrível eu estava, minha maquiagem estava levemente borrada, para não dizer pior, meu cabelo estava horrível todo bagunçado eu precisava urgentemente de um banho de mais ou menos 2 horas para me recompor.
Então assim fiz, peguei minha toalha e me dirigi ate o banheiro no fim do corredor, entrei no mesmo e comecei a me despir, eu fiquei apenas de langerie e comecei a tirar minha maquiagem. De repente a maçaneta gira e a imagem de um Louis sonolento e só de cueca aparecer, ele entrou normalmente no banheiro e logo que notou minha presença apenas disse.
- WOW. – eu rapidamente peguei minha toalha me cobrindo com a mesma e falei aflita.
- o que está fazendo?
- Eu..eu. – ele falou tenso olhando ainda espantado para mim
- Você??
- eu estava apenas indo ao banheiro para um banho matinal, apenas isso, me desculpe pelo inconveniente. – ele falou e saiu visivelmente abalado do banheiro.
- Isso foi constrangedor. – foi à única coisa que pude dizer naquele momento um tanto quanto estanho.
[...]

Depois do meu banho eu sai e fui direto para meu quarto e vesti um roupa confortável e fiquei ali sentada na cama pesando em Louis, como sempre.
Alguns incontáveis minutos Louis dominava meus pensamentos ate lembrar-me de alguém que algumas horas eu não escutava sua irritante voz, dona Celina, a ultima vez que a vi foi quando ela cruzou aquele portão no seu velho carro, depois disso nenhum rastro da velha.
Decidi que eu iria ver se ela está no seu quarto, levantei-me da cama e sai do meu quarto, descendo as escadas e logo enseguida percorrendo o corredor que dava ao quarto de Dona Celina, bati na porta por umas 3 vezes, mas nada ocorreu, então resolvi entrar, encontrei um quarto luxuoso, nunca imaginaria que naquela velha casa haveria um cômodo tão ostentoso, eu caminhei admirando o imenso quarto, o mesmo era cheio de quadros de família, algumas fotos sobre uma mesa me chamaram a atenção em alguns deles haviam um moça e um belo rapaz, a moça sorria enquanto o rapaz segurava sua mão, a imagem dava a impressão de que eles se amavam muito.
Caminhei mais um pouco me distanciando das imagens e logo encontrei um papel amassado largado perto da grande janela, abaixei-me e juntei o mesmo o desamassando logo em seguida, nele continha algumas poucas palavras sem sentido e uma frase que me deixou muito assustada.

Carro, faca, casamento, sofrimento,
Acabar com o sofrimento, uma solução, morte...

Sai do quarto o mais rápido possível eu precisava mostrar isso para as meninas.
Isso era muito estranho.

Subi as escadas correndo, quando cheguei ao topo da mesma trombei com Louis ele me olhou e perguntou .
- aconteceu algo?
- acorde os meninos e me encontre na sala.
- Por que?
- explicarei tudo depois, agora apenas faça o que eu digo.
- tudo bem. ele falou e segui ate o quarto dos meninos.
Eu não perdi tempo e andei ate o quarto de Jessie, bati algumas vezes, mas ela não abriu, então decidi entrar. Encontrei um quarto vazio, a cama nem tocada foram, onde essa garota havia se metido?
Sai do quarto da mesma e dei de cara com Louis, ele me olhou e disse.
- nenhum dos garotos está nos quartos.
- Como não estão?
- não estando. – ele falou sendo obvio
- sem gracinhas Louis.
- desculpa, é que estou nervoso e isso me deixa ainda mais irônico e brincalhão.
- tudo bem, venha vamos ate o quarto de Lisa, ela deve estar dormindo ainda.
Eu entrelacei minha mão na dele e o puxei comigo ate o quarto de lisa.
Quando entrei vi uma sena que nunca imaginaria presenciar, Harry e lisa dormiam juntinhos, harry tinha um dos braços sobre a cintura de lisa, enquanto a mesma dormia de brusos sopre metade do corpo do rapaz, eu e Louis nos entre olhamos e logo depois voltamos a olhar o casal sobre a cama, só por alguns segundos ate ouvi a voz estridente de Louis gritar.
- a noite foi boa né Harold.
Os dois ser que dormiam pularam da cama assustados, harry olhou para mim e Louis e fez uma expressão se confuso e logo perguntou.
- o que fazem aqui?
- a pergunta seria o que você faz aqui? – falou Louis
- Mel pode me explicar o que está acontecendo. – falou lisa sentando na cama enrolada nas cobertas.
- eu precisava falar com você então entrei no seu quarto.
- o que aconteceu de tão grave garota? – ele falou aflita
- vista-se e me encontre na sala daqui a 10 minutos.
Ela assentiu, puxei Louis e sai com o mesmo do quarto precisava chamar as outras garotas.
- parece que eles tiveram uma noite boa não acha? – Louis falou enquanto caminhávamos ate o quarto de Lola.
- isso não nos diz respeito. – falei soltando a mão de Louis e tomando frente a ele. Não tive a cerimônia de bater dessa vez, fui logo entrando no quarto e novamente uma cena me deixou perplexa, Lola e Zayn dormiam abraçadinhos como se fossem um casal.
- qual é o que ta acontecendo nessa casa- resmungou Louis atráz de mim. – mais um casal é isso? – ele falou auto, fazendo zayn se mexer, o mesmo coçou os olhos vagarosamente e logo os abriu olhando para mim e Louis ali parados. Zayn se endireitou na cama e disse.
- aconteceu algo?
- sala 10 minutos. – foi a única coisa que falei, e logo sai do quarto, sendo seguida de Louis, o mesmo resmungava algo como.
- agora só me falta Niall ter se dado bem também. – eu o olhei e ele sorriu como se pedisse desculpas, logo me virei e continuei meu caminho ate o quarto de liv, encontrando um sena semelhante vista nos dois outros quartos, acordei niall e disse para ele descer na sala que teria uma espécie de reunião ele assentiu, então me dirigi ate a sala sempre seguida por Louis. Sentei-me no sofá e ao meu lado Louis repousou, ele me olhou e falou.
- falta liam e mel onde acha que eles estão?
- tenho uma leve impressão que sei.
- então vamos atrás deles.
- não, você fica aqui que eu vou atrás deles.
- por que?
- porque eu quero que fique aqui e faça os outros esperarem.
- ok. – ele aceitou um pouco decepcionando.
Sai de sala e andei ate o estábulo, ela certamente está no seu lugarzinho preferido.

Como eu sabia ela estava lá, mas não estava sozinha, liam estava com ela, ela dormia sobre o peito do rapaz, os dois estavam tapados com um pequeno cobertor, Jessie estava com um grande casaco sobre suas costas provavelmente o casaco é de liam, own que fofo ele.
Mas tive que estragar o momentos romântico dos dois, eu sacudi Jessie e a mesma acordou, falei a mesma que todos estavam reunidos na sala para um “reunião”, e falei para ela acordar liam e ir, ela assentiu. Eu voltei ate a casa seguida do casal, quando chegamos a mesma fomos direto para a sala, encontrando todos já de pé, os mesmos me olharam e Lisa disse.
- então Mel diga o que houve?
- bom dona Celina sumiu, eu fui ate o quarto dela e encontrei isso. – falei mostrando o pedaço de papel, lisa pegou o leu e disse.
- o que isso quer dizer?
- eu não sei.
- o que diz no papel? – perguntou liam.
- veja você mesmo . – falou lisa entregando o papel, liam olhou o mesmo e reitiu as palavras escritas no pequeno papel.
- Carro, faca, casamento, sofrimento. Acabar com o sofrimento, uma solução, morte.
- o que isso quer dizer – falou Niall um pouco assustado.
- parece um bilhete doentio, de uma pessoa psicopata. – falou Lola se aproximando mais de zayn com cara de medo.
- para de bobagem. – disse Liv visivelmente com medo.
- será que dona Celina é uma assassina? – perguntou Zayn
- ou ela foi morta? – falou louis.
- vira essa boca pra lá. – falei o advertindo
- eu só quis dizer que essa pode ser uma possibilidade – ele rebateu.
- mas não está valendo - o encarei brava.
- tudo em não está mais aqui quem falou.
- clichê? Meio patético não acha? – falou Lisa.
- Não acho – louis falou olhando a mesma
- ei nada de discussões, nosso foco agora é tentar entender isso. – Liam falou levantando o papel
- Liam está certo - falou Jessie pela primeira vez
- então o que acha que está acontecendo? - Falou Harry.
- bom eu ainda não sei. – disse Liam, por poucos segundos a sala foi tomada por um saliêncio tenebroso ate um barulho forte soar por todos os cômodos da casa.
- o que foi isso? – falou liv se abraçando a Niall, o mesmo a abraçou e sussurrou algo a ela que sorriu fraco. Outro barulho foi ouvido dessa vez portas da frente, todos estavam notavelmente abalados com aquilo. Logo se ouviu o som da porta sendo aberta e logo em seguida som de passos se arrastaram ate a sala me encolhi atrás de Louis, o mesmo pos uma dês suas mãos para trás fazendo com que nossas mão se entrelaçassem, fiquei um pouco mais calma, mas os passos não deixavam de ser ouvidos ate uma sombra alcançar nossos olhos, uma sombra um pouco assustadora, logos os passos cessaram e a figura de...

Continua>>>

Gatinhas ai está o capitulo prometido, elw é grande né, mas vocês merecem, pois recebi 30 comentarios no capitulo passado. Amo vocês.
E ai quem será a sombra??? 

Respondendo a alguns comentarios:

 Anônimo¹ - eu escrevo sim a fic do austin, ela está um pouco desatualizada porque as duas outras autoras estão em falta comigo pois fiquei sem falar com elas por um tempo (eu estava sem net), mas logo postarei outro capitulo. Aki o link (clica aqui)

The Sims 3 blog - Visito sim liamda =)

Anne - divulgo sim =)

 One Direction - claro que divulgo =)

 Jéssyca $ilva - Bem vinda Jéh, posso te chamar assim né? *-*









 

12 comentários :

Estephany Vanessa disse... Responder

continua

Jéssyca $ilva disse... Responder

Me chame so de Jess ^^
Eu num tenho a minima ideia de que seja a sombra... Acho que e do simom

Directioner disse... Responder

Adorei mesmo continua to muito curiosa. Eu queria pedir um favor sera que vc pode publicar meu blog na sua página? Aqui esta o nome do meu blog http://keepcalmand-1d.blogspot.com.br/ obrigada.

Anônimo disse... Responder

aaaaaaah omj!sua fic esta phooda amei,amei mesmo!continuaaaa!a sombra foi de uma outra pessoa,provavelmente que nao havia aparecido ainda..mais que tbm procurava por dona celina...bjs da BELLA

Fanfics One Direction disse... Responder

Sua fic e mto boa parabens pelo talendo viu

Veronica disse... Responder

Oi, tá incrivel demais a fic! Será que vocÊ podia divulgar?
eternamenteonedirection.blogspot.com.br

Anônimo disse... Responder

nana,posta logo o resto da fic!To ansiosa pra saber quem e que apareceu...queria ter seu talento,assim eu poderia criar meu blog..ainda estou pensando sobre isso bjs da KATRINE ALVES

Ana Flávia disse... Responder

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa continua ~le curiosa

Rafaella Pessanha disse... Responder

continuaaaaa

Anônimo disse... Responder

serio ta cada vez melhor . ><

Anônimo disse... Responder

Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Anônimo disse... Responder

me surpreendeu!!!!!!!!!!, muito fera, continuaaaaaaaaaaaaaa, vc é muito criativa, e bota mistério nisso hein !!!!!!!!

Postar um comentário